PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

sábado, 29 de outubro de 2016

Menos 100 quilos de lixo das ruas do Vale do Paraíba

Após localizar R$ 2 milhões, operação apreende 100 quilos de droga

Também foram presas 23 pessoas, em São José dos Campos e Jacareí.
Valor foi apreendido durante ação em Jacareí; empresário foi detido.


O Ministério Público apreendeu R$ 2.071.550,00 em um apartamento em Jacareí na manhã desta sexta-feira (27) em uma operação contra o tráfico de drogas na zona sul de São José dos Campos. Também foram apreendidos 100 quilos de droga e 23 pessoas foram presas.
O dinheiro foi encontrado pela manhã pelas equipes. No período da tarde, foram apreendidos 100 quilos de cocaína em outro imóvel em Jacareí, no Jardim Santa Maria. Também foram localizados três fuzis (armas de uso restrito), três espingardas, uma pistola e munições. Essa é uma das maiores apreensões de droga verificadas neste ano na região.Os entorpecentes foram encaminhados para perícia.
Além da quantia localizada hoje, a ação já apreendeu, nos últimos seis meses, outros 300 quilos de entorpecentes.
A ação é uma ofensiva do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) contra o tráfico de drogas na zona sul de São José. Foram seis meses de investigação, que culminaram na operação desta sexta-feira.
Em março, a reportagem mostrou a venda de drogas no Campo dos Alemães, realizada à luz do dia e com a ajuda de menores.O apartamento em que foi encontrado o dinheiro em Jacareí é ligado ao chefe do tráfico na zona sul de São José, segundo as investigações. Elas apontam ainda que o criminoso usava lojas de carros para lavar o dinheiro do tráfico. O homem que seria o proprietário do imóvel fugiu. Com apoio da Polícia Militar, foram feitas 23 prisões e 11 armas foram apreendidas. Uma delas estava com o dono de uma loja de carros em Jacareí.

Todos os presos foram conduzidos ao 1°e 3°Distritos Policiais de São José dos Campos. As prisões são temporárias por 30 dias.

Ao todo, foram expedidos 20 mandados de prisão e 45 mandados de busca e e apreensão em casas e comércios de São José dos Campos e Jacareí.
Nenhum representante do Ministério Público quis comentar a ação.
Resposta: Coisa boa essas ações ,vamos limpar o Vale 

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Imagem de Nossa Senhora é alvo de vandalismo em Cachoeira Paulista

Imagem que ficava em uma praça foi quebrada na segunda-feira (17).
Fieis acreditam que ato foi motivado por intolerância religiosa


A imagem de Nossa Senhora Aparecida que ficava em uma praça na região central de Cachoeira Paulista (SP) foi quebrada por vândalos na madrugada desta segunda-feira (17). O nicho de vidro que a protegia a estátua foi destruído e a imagem quebrada em vários pedaços. Fieis acreditam que ato pode ter sido motivado por fanatismo religioso.
De acordo com a Paróquia Nossa Senhora, responsável pelo nicho, a imagem foi destruída durante a madrugada após a celebração de domingo (16), que encerrou as comemorações da semana da Padroeira. A imagem ficava no centro da praça que fica em frente à paróquia.
A imagem está na praça há seis anos, desde 2010 e essa foi a primeira vez que foi alvo de vândalos. “Ficamos assustados com a situação, mas ela será mantida. A imagem vai passar por restauro e será novamente colocada na praça”, informou Valquíria Mussa, da secretaria paroquial.
No Facebook, a postagem da paróquia com a foto da imagem da santa em pedaços tem mais de 300 compartilhamentos. A devota Tatiana Galhardo, de 32 anos, lamenta a ação e reforça que é preciso combater a intolerância religiosa.
“É triste um ato de desrespeito como esse. A gente acredita que quem fez isso não respeita quem professa outra fé. Estávamos comemorando o dia Dela e não queremos ofender ninguém com isso, não estamos desrespeitando outras religiões. Fica a reflexão pela busca de mais respeito”, defendeu Tatiana.
A paróquia informou que a polícia não foi acionada e que ainda não há prazo para que a imagem seja recolocada na praça. (FONTE g1)
RESPOSTA; Tatiana não foi intolerância religiosa , isso e efeito das DROGAS ou  puro VANDALISMO ......

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Parabéns Doutor pelo seu Dia

                                                                                 

domingo, 16 de outubro de 2016

OLHA O QUE A MACONHA FAZ

Bebê morre sufocado após mãe fumar maconha e deitar sobre ele

Promotores da Pensilvânia, nos Estados Unidos, acusaram de homicídio culposo (sem inteção de matar), nesta semana, uma americana que matou a filha bebê. Kayla Marie Breniser, de 27 anos, havia fumado maconha e acabou sufocando a pequena, de 3 semanas, após dormir e rolar sobre ela. O crime aconteceu, na casa da família, em abril deste ano. As informações são do jornal "Daily Mail".
Logo após a morte da menina, a mãe foi submetida a exames médicos que constataram a presença da droga no organismo dela. Por fim, a mulher admitiu que fumou maconha durante a gestação e não abriu mão do uso da substância mesmo após o nascimento da filha.

No dia do crime, Kayla fumou a droga e deitou no sofá com a filha. Ela adormeceu e não percebeu que havia rolado sobre a pequena, que se sufocou e morreu. A mulher responde pelo crime em liberdade após ter pago fiança.

Em novembro, o julgamento do caso será iniciado e, se condenada, ela pode ser presa.










RESPOSTA:    CADEIA 

sábado, 15 de outubro de 2016

Pais descobrem que filha era abusada por pastor.

Pais descobrem em desenhos que filha era abusada por pastor, diz polícia

Segundo a polícia, abusos ocorriam dentro de igreja em Montes Claros (MG). 
De acordo com o advogado de defesa, cliente afirma ser inocente.

Vários desenhos feitos por uma menina de 5 anos ajudaram os pais a identificar que a filha havia sofrido violência sexual. As figuras foram encontradas nos pertences da criança, que mora em Montes Claros (MG). Segundo a Polícia Civil, os abusos foram cometidos dentro de uma igreja pelo pastor secundário, que dava aulas de inglês para a garota. João da Silva, de 54 anos, foi preso e apresentado em uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira (14).
“Assim que os pais tomaram conhecimento dos fatos através da criança, eles procuraram por uma psicóloga particular. Ela orientou que eles procurassem nas coisas dela se havia algum indício ou vestígio. A menina gostava muito de desenhar, e os pais encontraram vários desenhos que ilustravam o abuso sexual”, disse a delegada Karine Maia.
Segundo o advogado, o cliente disse ser inocente, e, baseado nisso, aguardará a conclusão do inquérito para trabalhar a linha de defesa.
A delegada também diz que na maioria das imagens há duas pessoas, uma rindo e a outra chorando. Em um dos desenhos há uma pessoa com o pênis ereto, imagem comumente feita por crianças que sofrem abusos.
Investigação
De acordo com as investigações, a criança começou a fazer as aulas em julho de 2015 e parou. Os pais insistiam para que ela voltasse, mas a menina afirmou que não queria retornar porque “o tio João fazia bobagens com ela”.
Ainda segundo a polícia, o casal procurou por uma psicóloga e pelo pastor responsável pela igreja, que conversou com João da Silva e obteve a confissão dele. O homem, que tem formação em Letras, foi expulso e perdeu a função de pastor secundário.
“Ela contou detalhes, dizendo que ele tirava a roupa dela e a colocava dentro de um berço, já que a sala era um berçário, e tirava a roupa dela, tocava nas partes íntimas dela e fazia sexo oral”, afirma a delegada. A criança contou ainda que João da Silva trancava a porta da sala.
Antes da prisão ser expedida, o advogado de João da Silva chegou a ir na delegacia. A Policia Civil foi informada de que ele morava com uma irmã, mas os policiais estiveram no local por várias vezes e não o encontraram.
A mulher fez uma declaração de próprio punho de que o homem nunca havia residido no local. Esse também foi um dos motivos que levaram a polícia a pedir a prisão temporária dele. O investigado foi encontrado no imóvel onde outra irmã dele mora.
“Para o pai da criança e para o pastor principal, ele confessou o crime e mostrou arrependimento, mas na delegacia, provavelmente orientado pelo advogado, mudou a versão e disse que não fez nada e que confessou porque estava pressionado. Para a Polícia Civil, ele não confessou e não demonstrou arrependimento”, disse a delegada Karine Maia.
Sinais de algo errado
Ainda segundo as investigações, para tentar intimidar a menina, João afirmava que sabia onde ela morava e estudava. Após acompanhamento psicológico, os pais perceberam que ela apresentava alguns sinais de que algo errado estava acontecendo.
“Depois que o caso veio à tona, a criança passou a ficar muito doente. Após os pais tomarem conhecimento, observaram que ela estava arredia, principalmente com a figura masculina, estava tendo dificuldades, inclusive, de ficar sozinha com o próprio pai em casa. É importante que os pais monitorem, prestem atenção nos sinais que as crianças dão”, diz a delegada.
Karine Maia afirma que a Delegacia de Mulheres conta com uma estrutura especializada para atender casos de abuso sexual. No caso de crianças, elas são primeiramente atendidas por uma psicóloga em um espaço lúdico.

“O pai da criança procurou a delegacia denunciando e isso realmente é louvável, porque apenas 10% das vítimas de violência sexual denunciam. A denúncia é uma forma de evitar que o abusador continue cometendo crimes”, destaca.
Como a menina ainda está muito fragilizada, não foi possível que ela fosse entrevistada pela psicóloga da Polícia Civil. Por isso também, a delegada diz que não sabe se irá pedir o exame de corpo de delito neste caso.
“O abuso sexual nem sempre deixa vestígios físicos, por isso existe a psicóloga na delegacia, para fazer a análise psicológica dessa criança. Muitas vezes o abusador, sabendo que se houver penetração vai deixar um vestígio evidente, ele pratica outros atos libidinosos. É importante denunciar, porque temos outras formas de provar”, ressalta Karine Maia.
O advogado do suspeito, Pedro Barnabé Carlos, diz que não concorda com a prisão do cliente, pois não existem elementos que comprovem o crime. “Não concordo porque ele esteve sempre na cidade, conforme foi reivindicado pela própria delegada. Ela solicitou que se ele fosse sair da cidade, avisasse, mas não foi impedido de transitar”, explica.
Desdobramentos da investigação
A partir da decretação da prisão temporária de João da Silva, a Polícia Civil irá ouvir outras pessoas e investigar se mais crianças foram vítimas. A polícia quer ainda levantar outras informações sobre o homem, que morava em Aracaju (SE), é separado e tem dois filhos. Ele já atuava como pastor e está em Montes Claros há seis anos.

Quem quiser denunciar pode procurar pela Delegacia de Mulheres na Rua Pires e Albuquerque, 356, no Centro, ou ligar no 181 ou 190.

Resposta: Prisão perpetua e pouco para esse pilantra .

domingo, 9 de outubro de 2016

O que você faria ?!?!?

Em ato extremo, mãe acorrenta filha usuária de droga e é presa no Piauí

Caso ocorreu no sábado (8) na cidade de Parnaíba, Litoral do estado. 

Delegado disse que atitude da mãe foi um ato de desespero.

O ato extremo de uma mãe a levou para a prisão neste fim de semana em Parnaíba, Litoral do Piauí. Ao sair para trabalhar, a mulher acorrentou a filha, uma adolescente de 14 anos que, segundo a polícia, tem problemas com uso de drogas.
De acordo com o delegado Eduardo Ferreira, a mulher chegou a confessar na delegacia que não era a primeira vez que tomava a medida extrema, pois, conforme ela, era a única maneira de impedir a filha de sair para rua e usar drogas.

“Ela nos relatou que num ato de desespero trancava a filha porque toda vez que ela saia com amigos voltava drogada. De vez em quando ela fazia isso. É uma adolescente que já tem problemas com drogas e já passou pelo Conselho Tutelar. É mais um problema social do que policial. A mãe é uma boa mulher, mas que teve um ato extremo”, falou o delegado.

A adolescente foi encaminhada ao Conselho Tutelar, enquanto a mãe deve ser transferida ainda neste domingo (9) para a Penitenciária Mista Fontes Ibiapina, em Parnaíba. Conforme o delegado, a mulher foi autuada por cárcere privado e maus-tratos.

Resposta: O Governo não não faz nada ,por isso a atitude da mãe ,digna de pena e de ajuda por parte das autoridades .... ajuda uma mulher trabalhadora levada a prisão por proteger a filha mesmo usando esse meio ,pergunta porque a autoridade não ajudou antes da mãe tomar essa atitude......com a palavra a senhora autoridade .... 

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Traficante aos 14 anos......

Força Tática de Lorena apreende traficante de 14 anos na Cecap




A Polícia Militar de Lorena, através da Força Tática, apreendeu  um menor que traficava no bairro Cecap.
De acordo com informações, o jovem percebeu a presença policial e empreendeu fuga em um descampado. No entanto, os militares alcançaram o infrator e localizaram 14 pinos de cocaína e 14 porções de maconha.
O menor foi levado ao Plantão Policial e autuado por Ato Infracional de Tráfico de drogas. Constatado também que ele possuía antecedentes de roubos e direção sem habilitação, no entanto, foi liberado.( fonte PM)
Resposta:

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

#PREVENÇÃO VOCÊ PODE AJUDAR COPIANDO E COLANDO

Conto com VOCÊ para fazer  #prevenção nas redes sociais .

                                                     Pr. Ricardo Solano

                                      
                                        COPIE E COLE 





















CADA UM FAZENDO UM POUCO ,VAMOS FAZER 
MUITO .




segunda-feira, 3 de outubro de 2016

ADEUS PT DE LORENA

TOPEI 


Bom dia na paz e na alegria do Senhor ............ A aliança do PSDB com o PT de Lorena motivo pelo qual pulei fora do barco da reeleição do Fabio Marcondes, o PT não elegeu nenhum vereador, seus 7 candidatos tiveram somados 695 votos ....fiz a minha parte obtive a minha vitoria e parabéns Fabio Marcondes pela reeleição 

AGORA É O CHEFE NA CADEIA