PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Evangelização no Carnaval É SUPER VALIDO

Evangelização no carnaval

Varias igrejas fizeram o evangelismo estratégico , saindo com placas e folhetos no meio dos blocos 
outras formaram os próprios blocos essas igrejas foram taxadas de hereges filhos do capeta etc etc ,pelos santarrões de plantão.
 Agora o que me chamou atenção foi algumas placas chamativas do evangelismo 
                                                  IGREJAS SÃO UMA FRAUDE


                                           BUSQUE A JESUS NÃO UMA IGREJA

Grupo evangeliza durante Carnaval com mensagem: “Escape do inferno”

Evangélicos fizeram ação no desfile do Cordão do Bola Preta, no Centro do Rio


Um grupo de evangélicos fez uma ação de evangelismo durante o desfile do Cordão do Bola Preta, no Centro do Rio, que atraiu cerca de 1,5 milhão de pessoas ao longo do sábado (10).
Eles aproveitaram a grande concentração e pessoas e levantaram estandartes gigantes, com frases sobre Deus e Jesus, à frente dos carros de som. Um deles dizia: “As ‘igrejas’ são uma fraude. Por favor, busque a Jesus. Escape do inferno” e outro trazia a mensagem: “Deus vê a tua dor. O Jesus vivo te fala no Novo Testamento”.
Em um dos pontos de maior fluxo, em frente da Assembleia Legislativa, do Rio, estandartes com outras mensagens: “O mundo é cheio de loucura e desespero. Até as ‘igrejas’ são falsas. Venha sozinho a Jesus. Ele veio por nós pecadores” e “Se somente você sabe o quanto Deus te ama”.
                                                         BUSQUE A JESUS 

Atrás dos carros de som, carregavam os estandartes com as frases: “Busque a Jesus”, “Você precisa de Jesus, não de uma ‘igreja'”, “Atrás de um cara feliz, escondemos um coração triste. As ‘igrejas’ não têm a resposta. Comece de novo e descubra o Jesus”.O grupo de evangelistas não se identificou com nenhuma denominação. Com informações de Istoé.
Resposta: Parabéns as igrejas e aos grupos que realizaram o evangelismo no período de carnaval  , o importante e cumprir o   IDE.
Agora senhores donos de igreja isso é um aviso ,saia das 4 paredes e de valor ao seu obreiro e no período de carnaval não adianta retiro ,acampamento e os famosos congressos ,serve somente para afastar os jovens por 4 dias do mundão ,depois nos 361 dias eles estão no mundo pois a turma não é extraterrestre , e como eu sempre digo "CAGAÇO ESPIRITUAL = MEDO (NÃO CONVERTE NINGUÉM . SÓ FAZ O CARA FICAR PIANINHO" CONVERSÃO É OUTRA COISA : CONSCIÊNCIA. 




terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Misteriosa Morte de Modelo.....DROGAS

Misteriosa morte de modelo 

holandesa reacende debate

 sobre riscos das drogas no

 mundo da moda


Holandesa de 18 anos caiu de 20º andar de prédio, e polícia diz que

 ela tinha ingerido álcool e drogas; segundo modelos, agências não protegem 

as garotas das propostas de trabalho para serem acompanhantes de festas 

e da oferta de substâncias ilícitas.

o início deste mês, a jovem holandesa Ivana Smit, 18, que trabalhava
como modelo, foi encontrada morta em um arranha-céu em Kuala Lumpur
, na Malásia. As circunstâncias da morte continuam um mistério. É uma 
história de beleza e de morte, cheia de especulações em torno de sexo, 
drogas e álcool.Ivana caiu nua de uma varanda do 20º andar, 
supostamente após ter saído de uma festa e ido para o apartamento
 de um casal. Os pais dela foram informados de que não há suspeita
 de crime, apesar das investigações continuarem. O Ministério das 
Relações Exteriores da Holanda afirmou à BBC que a Interpol foi 
contatada sobre o caso.A família da modelo começou nesta semana 
a fazer uma vaquinha virtual para levantar dinheiro para uma 
investigação independente.Na indústria da moda, a tragédia trouxe
 novamente à tona os problemas que rondam o trabalho de modelos
 na Malásia. "Essas coisas acontecem tantas vezes - parece que isso 
poderia ter acontecido com qualquer um de nós", diz à BBC a modelo
 Emitsa Shz.

'De volta onde eu deveria estar'

Ivana Smit passou a maior parte de sua vida na Malásia, tendo crescido
 com seus avós em Penang - no norte do país. Foi lá que ela começou a
 modelar, aos 13.Após alguns anos com seus pais na Holanda, ela tinha
 acabado de voltar à Malásia e só no mês passado se mudou para a 
capital Kuala Lumpur. Lá ela trabalhava como freelancer, sem ter 
uma agência."Ela teve melhores opções estando de volta" diz à
 BBC Natalie Woodworth, uma amiga de infância de Ivana.
"Continuo lembrando dela falando
 para mim: 'Estou de volta onde eu
 deveria estar'. Ela estava extremamente 
feliz de retornar à Malásia."
Ainda não estão claros os detalhes sobre sua morte. Após supostamente
 ter ido com um casal mais velho ao apartamento deles, Ivana teria caído
 do apartamento nas primeias horas da manhã.
Seu corpo foi descoberto durante a tarde na varanda de um apartamento
 do 6º andar, com álcool e drogas encontrados em seu sangue,
segundo a mídia local.Familiares da modelo que viajaram até a Malásia 
disseram à imprensa holandesa que Ivana tinha marcas no pescoço. 
O casal de estrangeiros que estava no apartamento foi acusado, 
separadamente, de posse de drogas - e ambos liberados após 
pagamento de fiança.Eles disseram à polícia que estavam dormindo
 quando Ivana caiu. Depois, levaram o filho para a escola - ainda 
sem saber da morte dela.A tragédia levou a muitos pedidos de
 mudança no mercado de modelos. E muitas pessoas postaram
 nas redes sociais a hashtag #truthforivana para chamar atençã
o para o caso.

Pressão, drogas e álcool

Emitsa Shz, de 28, é uma veterana do mundo das modelos,
tendo trabalhado por muitos anos em Kuala Lumpur.
Ela diz que não é o trabalho como modelo a preocupação, mas
 "os muitos outros que aparecem em volta das modelos".
Não se sabe se esse foi o caso de Ivana, mas há uma grande oferta,
 por exemplo, para fazer presença em festas, podendo-se ganhar
mais de R$ 4 mil por cinco horas.
Mas há um enorme problema nesses casos, diz o modelo
 Carl Graham: drogas e álcool.
"A maioria das modelos estão
 afastadas das famílias desde cedo, 
elas têm inseguranças e possíveis 
problemas. E elas estão se afogando
 em festas, álcool e drogas."
As jovens nesse mercado, algumas no início da adolescência,
 em geral têm pouca experiência de vida. A pressão é imensa
 e elas têm que lutar para lidar com esse mundo de glamour
no qual são jogadas."Elas precisam aprender que podem dizer 
não e que ser paga para ir a festas não é modelar, é uma versão 
de serviço de acompanhante", diz Graham. "São os caras mais
 velhos com dinheiro os que normalmente fornecem álcool e
 na maioria das cirscunstâncias, drogas também", afirma. 
"Em geral, as modelos não têm proteção adequada ou suporte
 das agências. Elas são jovens garotas de todos os lugares do 
mundo sendo levadas para bares e clubes."Além disso, segundo
 ele, o trabalho de modelo na Malásia é visto por muitas pessoas
 como algo negativo e estereotipado, sendo associado a um estilo
 de vida hedonista conectado a um mundo de semicelebridades 
de festas, álcool e bons momentos. "Essa imagem tem um efeito
 nas garotas - elas pensam que é o que precisam fazer", diz
 Emitsa Shz. "Mas não é esse o caso. Você pode dizer não
 para as coisas e continuar a fazer seu trabalho."

Alerta

Agências de modelos em Kuala Lumpur disseram à BBC que
 cuidam bem das modelos que trabalham para elas. "Tem muito
disso acontecendo. Álcool, festas e possivelmente também drogas"
, diz Nicholas Chan, da agência ML Model. "Nós de agências
 alertamos as modelos para tomarem cuidado. Mas há limites
 do que uma agência pode fazer."
Chan é também membro do comitê da Associação de Modelos
 e de Agências de Modelos da Malásia. O grupo tenta
estabelecer padrões no país - o que, segundo ele,
melhoraria as condições de trabalho e a estabilidade para as modelos.
"Claro que nem todas as agências
 são ruins", diz a modelo Emitsa. 
"Mas algumas estão atrás apenas 
do lucro e se esforçam pouco em
 proteger as garotas de possíveis
 perigos."
Mortes como a de Ivana, ela diz, acontem com frequência.
 "Mas só os casos mais dramáticos são escolhidos pela mídia
 - e mesmo assim eles são rapidamente esquecidos."
Entre esses casos está o da morte de uma adolescente russa
de 14 anos na China. Vlada Dzyuba ficou doente após participar 
da Xangai Fashion Week e morreu de falência múltipla dos órgãos
. A imprensa russa afirmou que sua morte teria sido causada por 
uma meningite agravada pelo excesso de trabalho, o que foi
 negado pela agência chinesa que a contratou.

Problemas

Emitsa acredita que casos como este e o de Ivana têm pouco
efeito para as mudanças.As agências normalmente não são 
responsabilizadas. "As histórias que ouço sobre trabalhar na 
China são horríveis. Se você engorda meio-quilo, eles falam 
que você está gorda e ameaçam te mandar para casa."
Mas as garotas normalmente vêm de famílias pobres e
 suas casas depedem do dinheiro que elas mandam.
O modelo Graham usou o Facebook para protestar após
 a morte de Ivana, dizendo que o assunto não era apenas
 sobre essa tragédia. "Isso é sobre a gente se posicionar e
 compreender os riscos que atingem a nossa sociedade e
 a indústria de modelos para ser exato."
Ele diz ter certeza de que há um pouco mais que as agências
 poderiam fazer, sugerindo que elas deveriam ser responsáveis
 por menores de 18 anos, providenciando também acompanhante
s para aqueles que são mais velhos.
Muitos dos que protestam pela morte de Ivana esperam que
 essa tragédia tenha um impacto efetivo e leve a uma mudança.
 Graham não é tão otimista: "Estrelas maiores morreram da
 mesma maneira e nada mudou."(FONTE E FOTO G1)

Resposta:  Por isso eu ainda acho que
 temos que fazer PREVENÇÃO

segunda-feira, 18 de dezembro de 2017

Pastor preso por suspeita de estrupo

Homem e pastor são presos suspeitos de estupro em ocupação de Belo Horizonte



Um homem de 42 anos e um pastor, de 51, foram presos neste 
domingo suspeitos de estupro na Ocupação Dandara, na Região
 de Venda Nova, em Belo Horizonte. De acordo com a Polícia Militar
 (PM), um adolescente de 16 anos era abusado pelo pastor e a irmã 
do jovem, de 11, pelo outro homem, que era padrasto das vítimas.
A corporação informou que a mãe dos dois foi até a 15ª Companhia
 da PM e denunciou o crime neste domingo. Ela contou aos militares
 que o padrasto estuprava a menina desde o início do relacionamento.
 Segundo a mãe, o homem aproveitava o tempo em que ela estava
 no trabalho para abusar da filha.
A mulher relatou que o suspeito dava dinheiro para a criança não
 contar oque acontecia. Já o filho mais velho disse que o pastor da
 igreja que a família frequentava ia até a casa dele quando não havia
 ninguém além do adolescente.
De acordo com o jovem, o religioso oferecia dinheiro, balas e chocolate
 para ele. A mãe das vítimas disse aos policiais que não sabia que os 
filhos eram abusados.
Conforme a corporação, os suspeitos negaram o crime.
 Eles foram presos e encaminhados para a Central de Flagrantes
 (Ceflan), no bairro Floresta. (Fonte G1 Belo Horizonte)

RESPOSTA: Isso nunca foi pastor ...esse camarada e uma besta fera.

Morador de rua e assassinado por divida de drogas.

Cinco homens são presos por morte de morador de rua em São José
Corpo foi encontrado próximo a condomínio em São José dos Campos (Foto: Divulgação/DIG)

Cinco homens foram presos na tarde desta quinta-feira (14) suspeitos 
de matarem um morador de rua a pedradas na zona norte de São José
 dos Campos (SP). O crime aconteceu no dia 17 de setembro.
De acordo com o setor de homicídios da Delegacia de Investigações
 Gerais(DIG), Cláudio Dimas Benedito, de 63 anos, foi encontrado
 morto com ferimentos na cabeça.Após investigação, os autores foram 
identificados. A principal suspeita é que o crime tenha ocorrido por causa 
de uma dívida de drogas.                                                                                                                A Justiça concedeu mandados de prisão e de busca e apreensão e os                              policiais foram até a residências deles efetuar as prisões.                                                (FONTE  E FOTO G1)
Resposta : Para que tanta violência ......
Porque venderam drogas para alguém que não trabalha...


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

PARA NÃO SER CHAMADO DE LADRÃO

AQUI VAI AS JUSTIFICATIVAS PARA NÃO SER CHAMADO DE LADRÃO
Pr. Ricardo Solano Bastos                                                                                            ricardosolano@globo.com

Para: Prefeitura Municipal de Lorena                                                                                    A/C Finanças                                                                                                                      Via: Sr. Ely Rodrigues Pereira Jr.                                                                                Assunto: Resposta  Oficios 054/17 , 058/17  e 060/17                                                                    

 Prezados Senhores

Em 29 de Novembro de 2017 através de e-mail recebi vários documentos emitidos pela finanças e contador da Prefetura Municipal de Lorena ,como coordenador do Centro Social ADBPAR na epoca (2015 a 6/2016) ,venho por meio desta justificar os apontamentos efetuados:
1-Referentes as Tarifas Bancarias a justificativa :Trata-se de cobrança indevida pela instituição financeira embasamento  PI 127/2008 Capitulo II Art.42.

2- Pagamento realizado a Cristina Marcia do Nascimento (Assistente  Social) a justificativa: Por ordem do Sr. Prefeito Municipal a mesma foi contratada em regime de prestadora de serviço autonoma o pagamento do valor de R$7.763,03 foi autorizado pela Secretaria de Assistencia e Desenvolvimento Social inclusive realizou um convenio adcional para pagamento da assistente social bem como para compra de roupas de cama e banho e outros.

3- Recibos de Eliana Cristina Gonçalves MEI CNPJ 21.363.115/0001-10 Jutificativa: Foi realizada uma cotação para fornecimento de refeições para os acolhidos  por menor preço, Presidente na epoca ( Milton Gomes ) ,escolheu a Eliana Cristina Gonçalves MEI , e consultou a contabilidade da prefeitura e relatou que a mesma não emilitia nota fiscal por ser MEI somente emetia recibos, o setor de contabilidade respondeu que não tinha nenhum tipo de problema desde que fosse emitido o recibo com o respectivo CNPJ  ( Tornar-se um Micro Empreendedor Individual (MEI) facilita muito a vida de pequenos empresários e trabalhadores autônomos de baixo faturamento. Além de trabalharem com burocracia reduzida e pagarem menos tributos, em alguns casos a legislação brasileira não exige a emissão de nota fiscal do MEI.), em nenhum momento durante as entregas das prestações de contas semestrais ( 2015/2016) junto a contabilidade antes no prédio da prefeitura e depois feita diretamente ao Contador Claudio Luiz de Freitas,foi contestado  por parte da prefeitura os recibos emitidos pela MEI.

4-Multas DARF/GPS e outras Justificativa: A ADBPAR depende do repasse da verba e os atrasos dos pagamentos foi devido ao atraso do repasse das verbas dos convênios

5- RPA de Regina Celia Schallemberger da Silva Justificativa : A mesma prestava serviço autonomo cobrindo férias de funcionarios e eventualmete cobrindo faltas em caso de afastamento por motivos de doeça.

6-RPA de Ricardo Solano Justificativa : O serviço foi executado por um acolhido que por não ter documento foi emitdo em nome de Ricardo Solano que repasou o valor para o real executor do serviço.

7-Fatura Net Justificativa: Por necessitar de uma vigilancia e comunicação constante entre a casa da acolhida e o coordenador  foi autorizado a estenção do contrato da NET .

8- Salame Italiano Pamplona (R$ 17,90) e Geleia (R$ 11,94) Justificativa: Alguns vezes foi realizado atividades para os acolhidos e servido lanches diferenciados, e a prefeitura numca forneceu um lista de produtos alimenticios para uso da instituição.
9-Saldo de contas correntes Justificativa : O saldo não foi devolvido pois ficou vinculado ao novo convenio que continuou com a mesma conta corrente.

Atenciosamente


Lorena, 30 de Novembro de 2017

                                                                             
Pr.Ricardo Solano Bastos