PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

domingo, 29 de janeiro de 2017

Maioria das vítimas de assassinato é jovem e tem ligação com tráfico no Vale do Paraíba

Eles têm entre 18 e 25 anos e baixa escolaridade, aponta a polícia.
Em 2016 foram 454 vítimas, maior número nos últimos 12 anos.


Homens, de até 25 anos, com baixa escolaridade e envolvimento com o tráfico de drogas. Esse é o perfil da maioria das vítimas de assassinato na região. No ano passado, 454 pessoas foram mortas vítimas de homicídio doloso (quando há a intenção de matar) e latrocínio (roubo seguido de morte) - o maior número em 12 anos.
Isso é o que revela um levantamento feito pela polícia, com base nos dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP).

Os homens representam 90,2% das vítimas assassinatos e 27,5% deles têm menos de  25 anos. “A Polícia Civil constata que é cada vez maior o número de jovens participando dessa criminalidade, então diante disso é feito uma análise para auxiliar na redução desses crimes”, explicou o delegado coordenador do Deinter, Marcos Machado.

Já os crimes são motivados pelo tráfico de drogas - sendo 70% dos casos. Entre os autores, 61%  tem somente ensino fundamental concluído.
“Em uma análise qualitativa profunda, a gente tem notado que aproximadamente 70% dos homicídios estão relacionado a questões de tráfico, seja de usuário que está devendo ou disputa entre traficantes. Também são muitos os casos de caráter passional, causados dentro de casa. Estamos trabalhando de forma integrada com as demais polícias”, afirmou a coronel Eliane Nikoluk.
Casos
Durante o ano passado, 454 pessoas foram vítimas de homicídios no Vale, registrando um aumento de 12% em relação aos casos de 2015. Este foi o ano mais violento nos últimos 12 anos na região.
Entre os casos de maior repercussão estão a morte de um auxiliar de pedreiro de 23 anos, assassinado a pauladas após uma briga de bar em julho e a universitária morta pelo namorado em São José dos Campos durante uma festa em outubro. (Fonte G1)
RESPOSTA: PREVENÇÃO PREVENÇÃO E PREVENÇÃO 


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

PASTORA MERDA NENHUMA E UMA DOENTE MENTAL

VESTIDO ESTILO MARIA MIJONA 
Uma mulher apontada como pastora evangélica aparece em um vídeo destruindo uma imagem de Nossa Senhora Aparecida. O caso aconteceu em Botucatu (SP) e gerou indignação ao ser postado na internet na terça-feira (10). Posteriormente, a gravação feita por membros da igreja foi retirada do ar, mas acabou salva e compartilhada por meio do aplicativo WhatsApp e das redes sociais.
“Oh, senhor, meu Deus pai. Quebra toda a obra contrária. Oh, glória. Seu nome seja glorificado, senhor. Essa obra que foi feita pelas mãos do inimigo agora está sendo quebrada em nome de Jesus”, diz um dos obreiros enquanto a mulher destrói a santa católica com um martelo e o grupo entoa várias orações.
Em entrevista ao portal G1, o Conselho Municipal de Pastores afirmou que a prática de se desfazer de uma imagem é comum quando alguém se converte à religião, mas não da forma realizada pela pastora. O Conselho informou ainda que entrará em contato com a religiosa para esclarecer o ocorrido.
Resposta:Isso não é atitude de uma pessoa normal ,interna essa maluca isso dai não é Pastora merda nenhuma .

VÍDEO
 

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Mãe faz alerta sobre droga após filha entrar em coma

Isso é o que o ecstasy faz' 

Uma inglesa comoveu internautas com uma campanha contra o uso do ecstasy, após sua filha ficar em coma por causa da droga. Leah Robinson, de apenas 16 anos, usou a substância alucinógena em uma festa no Natal. Ela passou mal e precisou ser internada. Por meio de uma rede social, a mãe, Kelly, compartilhou o drama pessoal.
"Isso é o que o ecstasy faz quando você o toma. Não o tome! Minha bebê. Por favor, fique bem", escreveu a mulher em uma publicação na qual mostra uma foto da filha adolescente no hospital. A postagem foi compartilhada mais de mil vezes.

Para que a menina sobrevivesse, ela foi internada e colocada em coma induzido tão logo deu entrada em um hospital. Por sorte, há poucos dias Leah acordou do coma. Embora ainda esteja no hospital, ela deve ser liberada em breve.
"Obrigado a todos pelas mensagens", agradeceu Kelly na rede social, onde reforçou a mensagem. "Eu espero que nenhuma outra criança use essa droga. Eu postei essa foto para que nenhuma criança pense em usar isso. Eu me culpo o tempo todo. Mas crianças fazem coisas estúpidas. Espero que elas pensem duas vezes antes usar essa droga", acrescentou

De acordo com o jornal britânico "The Sun", a polícia está investigando o caso de Leah para descobrir como ela teve acesso à droga.
O ecstasy é uma droga psicoativa cujo efeito pode durar até oito horas. Seu uso pode trazer diversos prejuízos ao organismo, incluindo lesões cerebrais graves (FONTE E FOTO EXTRA)


Resposta: A mãe não criou você para você se acabar com as drogas .




sábado, 7 de janeiro de 2017

CRENTE QUE QUERIA DINHEIRO FÁCIL OLHA SEU $$$ NO COLCHÃO DA TELEX -FREE

Procuradores dos EUA encontram US$ 20 milhões em colchão de brasileiro

Dinheiro foi encontrado em apartamento usado por Cléber Rocha, que foi preso




BOSTON — Procuradores federais dos Estados Unidos anunciaram na quinta-feira que apreenderam US$ 20 milhões dentro de um colchão que seria de um brasileiro. Segundo as autoridades norte-americanas, Cléber Rene Rizério Rocha, de 28 anos, foi preso no mesmo apartamento, em Massachusetts, onde o montante foi descoberto. Rocha é acusado de lavagem de dinheiro em um esquema multibilionário de fraudes que envolve a TelexFree, uma empresa de telefonia por internet (Voip) acusada de promover pirâmides financeiras.
De acordo com a investigação norte-americana, Rocha atuava como mensageiro do sobrinho do brasileiro Carlos Wenzeler, sócio da TelexFree. No dia 31 de dezembro, Rocha chegou aos Estados Unidos e entregou uma maleta com US$ 2,2 milhões a uma pessoa que colabora com as investigações da procuradoria de Boston. Depois desse encontro, agentes federais seguiram Rocha até um apartamento em Westborough, em Massachusetts, onde o brasileiro foi detido. Após a prisão, os investigadores voltaram ao imóvel e descobriram o dinheiro. O próprio brasileiro afirmou que o montante chegava a US$ 20 milhões.



EMPRESA ENGANOU 965 MIL PESSOAS

Fundada por James Merrill, a TelexFree é investigada pela procuradoria de Boston como um grande esquema de pirâmide de dinheiro, que ganhava pouco dinheiro com a venda de serviços, porém, gerava milhões de dólares ao fazer pessoas pagarem uma taxa de assinatura para serem “promotores comerciais” e publicarem anúncios online para a empresa. A empresa é sediada em Marlborough, também em Massachusetts.
Em abril de 2014, a TelexFree pediu falência com dívidas de US$ 5 bilhões. Procuradores calculam que o número de vítimas da empresa chega a 965 mil nos Estados Unidos, Brasil e outros países. As perdas dos clientes da TelexFree somam US$ 1,76 bilhão.

Merrill foi preso um mês após o pedido de falência. Ele se declarou culpado de conspiração e fraude eletrônica em outubro. Wanzeler fugiu para o Brasil em 2014 e não pode ser extraditado.
De acordo com a queixa criminal de quinta-feira, uma pessoa atuando em nome de um sobrinho de Wanzeler abordou uma testemunha que cooperava com as autoridades para falar sobre a lavagem de um dinheiro que estava nos EUA, utilizando contas em Hong Kong e movimentando os fundos para o Brasil.
Esta pessoa teria pedido à testemunha US$ 40 milhões que seriam transferidos para fora do país porque a mulher de Wanzeler, que ainda morava nos EUA, estaria pedindo o divórcio e sabia onde o dinheiro estava localizado.( o globo noticiou )

Resposta: Está ai quem me chamou de invejoso , descreste até irmão de igreja que me mandou a merda etc...etc... aqui minha resposta .... MEU DINHEIRO ESTÁ NA POUPANÇA KKKKKKKKKKKK     QUER DINHEIRO FÁCIL INVISTA EM UMA ENXADA... 



quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

PROIBIR PUNHETA COM TANTA COISA PARA FAZER

Deputado evangélico quer proibir sites pornográficos no Brasil

O deputado federal Marcelo Aguiar (DEM/SP) ficou famoso por sua carreira como cantor. Ligado à Igreja Renascer em Cristo,  ele vem pautando sua carreira política por propostas conservadoras.
No final de 2016, ele apresentou um Projeto de Lei na Câmara dos Deputados que visa proibir  o acesso a sites pornográficos em todo o território brasileiro. Se aprovado, as operadoras seriam forçadas a criar um “sistema que filtra e interrompe automaticamente na internet todos os conteúdos de sexo virtual, prostituição, sites pornográficos”.
Entre as justificativas, ele ressalta que “estudos atualizados informam um aumento no número de viciados em conteúdo pornô e na masturbação devido ao fácil acesso pela internet”.
O parlamentar entende que a exposição à pornografia pela internet criou uma categoria de pessoas “autossexuais – pessoas para quem o prazer com sexo solitário é maior do que o proporcionado pelo método, digamos, tradicional”.
No projeto, ele diz que o objetivo da proibição seria “resguardar a integridade física e psíquica dos usuários”. Ficariam de fora os “sites privados, os quais são pagos pelos seus assinantes”.
No entendimento da Câmara, a proposta deveria ser apensada a outro parecido, o PL 2390/2015, de autoria do deputado Pastor Franklin (PTdoB/MG). Este, por sua vez, pede a criação do “Cadastro Nacional de Acesso à Internet”, que teria “a finalidade de proibir o acesso de crianças e adolescentes a sítios eletrônicos com conteúdo inadequado”
O andamento desse projeto depende do parecer da Comissão de Ciência e Tecnologia.
RESPOSTA: Deputado a punheta é um ato sexual solitário, não sei se é da sua época  , mas a rapaziada dos anos 60 70  ficava esperando as 3ª feiras sair a famosa revistinha de sacanagem que era lida principalmente nos banheiros ............ Deputado vai procurar o que fazer pois só acessa os sites de pornografia quem quer .......quem não quer não entra .......... Vamos Lutar contra o ABORTO