PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

quarta-feira, 29 de julho de 2015

RJ recua e tira direito de travestis ocuparem ala feminina em hospitais

Malafaia parabenizou prefeito pela nova decisão da Secretaria Municipal de Saúde
A Prefeitura do Rio de Janeiro cancelou a resolução que garantia o direito do travesti ser internado na ala hospitalar segundo sua orientação sexual e não ao seu sexo.
A decisão foi anunciada sete dias após a publicação da resolução no Diário Oficial do Município e, segundo o jornal O Dia, foi a própria Secretaria Municipal de Saúde que resolveu voltar atrás da primeira decisão tomada.
O secretário municipal Saúde, Daniel Soranz, disse que os médicos deverão decidir em qual quarto os travestis e transexuais deverão ficar internados. “Tomamos a decisão por critérios técnicos”.
O que foi decidido no dia 2 de julho é que travestis e mulheres transexuais poderiam ocupar as alas femininas dos hospitais municipais e que homens transexuais ocupariam as alas masculinas para impedir que estes passem por constrangimentos ao dividir o quarto com pessoas do sexo em que eles não se identificam.
Quando a resolução foi publicada, o pastor Silas Malafaia gravou um vídeo para comentar o caso e dizer que as mulheres poderiam ser constrangidas com a presença de um homem no quarto e que o homem, no caso travestido de mulher, não poderia ser constrangido no quarto com outros homens.
Malafaia cobrou o prefeito para que tomasse uma decisão coerente sobre o caso e comemorou através da internet a mudança da secretaria. “Parabéns ao prefeito Eduardo Paes, parabéns pela sensatez”, disse o pastor que já afirmou que não é contra a leis que garantem direitos, mas sim às que oferecem privilégios.
RESPOSTA: CADA UM OU UMA NO SEU QUADRADO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário