PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

EU VOU ASSISTIR Star Wars ......

Rumor de que igrejas estariam proibindo evangélicos de verem Star Wars se espalha; Pastor critica

Um rumor de que um conselho de pastores teria proibido os evangélicos de assistirem ao filme “Star Wars – O Despertar da Força” correu a internet nos últimos dias, e um renomado pastor comentou o caso.
Na “proibição” aos evangélicos de irem ao cinema ver o filme, ou de comentar positivamente a saga nas redes sociais, o argumento era que a narrativa seria “descaradamente afinada com os princípios normativos do satanismo”, e que o “aclamado ‘despertar da força’ faz referência direta à força de Lúcifer, que no hebraico significa o portador da luz. Esta luz é inserida no contexto de Star Wars como sendo o faixo de luz emanado pelas espadas dos jedis”.
A fonte da notícia não pôde ser confirmada, mas rapidamente inúmeros sites e fóruns de discussão sobre cinema a espalharam. Como todo rumor precisa ser olhado com atenção, o pastor e escritor Renato Vargens, líder da Igreja Cristã da Aliança, publicou um artigo alertando sobre os excessos que muitos pastores cometem em relação a situações como a aludida.
Ao comentar a suposta proibição, Vargens usou a situação como exemplo para pontuar que pastores que proíbem fiéis a título de prevenção estão extrapolando suas funções.
“Lamentavelmente alguns pastores se superam no quesito autoritarismo, mesmo porque, boa parte destes não conseguem lidar muito bem com o equilíbrio e liberdade que Cristo nos outorgou, simplesmente pelo fato que para eles a proibição é o melhor meio de se precaver de problemas futuros”, afirmou Vargens.
Segundo o pastor, muitos líderes “se consideram donos do rebanho”, e a iniciativa de proibir os fiéis de verem ou participarem de alguma coisa não é a tarefa de um sacerdote: “Acredito que proibir alguém de assistir Star Wars ultrapassa em muito a esfera de autoridade de um pastor, até porque, o pastor não possui o direito de intervir na vida do crente dizendo se ele deve ou não assistir um filme no cinema. […] NÃO cabe ao pastor DETERMINAR sua vontade, mas sim aconselhar suas ovelhas, permitindo com que cada uma delas tome suas decisões de forma livre e consciente. Além disso, o pastor NÃO pode IMPOR sanções, ou ‘castigos’ disciplinares àqueles que por um motivo ou outro resolveram assistir Star Wars”, frisou.
Ao final, o pastor diz que irá assistir ao Episódio VII da saga de Star Wars: “Quanto a mim, eu mesmo pretendo assistir, e o farei para a glória de Deus! É o que penso, é o que digo!”.

RESPOSTA : Eu vou assistir,esses pastores santarrões é um PERIGO com seus achismos de que tudo é do capeta ...................

Nenhum comentário:

Postar um comentário