PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Bebida e Direção....NÃO

Jovem que atropelou motociclista bateu Porsche em janeiro, diz polícia

Felipe Farah fugiu após acidente e não havia se apresentado até segunda.
Garrafas de vodca foram achadas no carro; vítima teve escoriações leves.


O motorista de 25 anos que fugiu após atropelar um motociclista neste domingo (1º) no Lago Sul, no Distrito Federal, é o mesmo que bateu um Porsche Boxter em uma árvore na QI 9 da região administrativa em janeiro deste ano, informou a Polícia Civil. Ainda de acordo com a corporação, Felipe Lutfallah Farah não havia se apresentado na delegacia até o início da tarde desta segunda (2).
G1 tentou contato com Farah por telefone e por redes sociais, mas não obteve resposta até a última atualização desta reportagem. Segundo a Polícia Civil, Farah tem registros por envolvimento em brigas em boates em 2008, 2009 e 2012 como autor e vítima. Também em 2009, ele assinou termo circunstanciado por ameaça e lesão corporal.
Neste domingo (1º), Farah conduzia uma Land Rover. O veículo atravessou o canteiro central, invadiu a contramão, subiu a calçada e bateu na cerca viva de uma casa às margens da pista principal do Lago Sul. Duas garrafas de vodca foram encontradas dentro do automóvel abandonado.
Após o acidente, policiais foram até a casa do jovem, mas não o encontraram. A vítima, de 29 anos, sofreu escoriações leves e foi encaminhada ao Hospital de Base. O carro está apreendido na 10ª DP, responsável pelo caso.
Uma testemunha disse à polícia que o motorista trafegava no sentido Paranoá quando invadiu a contramão e colidiu com a motocicleta, que trafegava normalmente na via de rolamento, sentido Aeroporto JK. De acordo com ele, os ocupantes do veículo entraram em um táxi e deixaram o local.
A Polícia Civil afirmou que Farah deve ser intimado a prestar esclarecimentos na delegacia nesta terça-feira (3). Caso ele não compareça, o chefe da 10ª DP pode decidir por solicitar um mandado de prisão à Justiça. O jovem deve responder em liberdade por lesão corporal e evasão do local de acidente de trânsito.
Acidente anterior
Em 31 de janeiro, o jovem perdeu o controle do Porsche e só conseguiu parar quando bateu na árvore. O carro, que custa a partir de R$ 350 mil, ficou com a frente destruída.
Segundo a PM, o veículo havia sido comprado três dias antes da batida e pertencia ao pai do motorista. O seguro havia sido feito no dia anterior.

RESPOSTA: Papai bom......... ensinou ao filho a ser covarde e gagão faz as merdas e se manda ...................(olha a companhia do Mané no banco do Carona )


Nenhum comentário:

Postar um comentário