PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

sábado, 14 de novembro de 2015

O que se sabe até agora sobre os atentados em Paris

Uma série de ataques coordenados em diversos pontos em Paris deixou mais de 120 mortos e pelo menos 200 feridos na noite desta sexta-feira.
Ainda há muitos detalhes não esclarecidos sobre os ataques. Confira o que se sabe – e o que ainda não se sabe - até o momento:
O QUE SE SABE
Qual o número de vítimas?
Dentre os diversos pontos atacados nesta sexta-feira, o atentado mais letal ocorreu na casa de show Bataclan, localizada no 11º distrito, na região central de Paris.
Atiradores tomaram o local e abriram fogo contra o público, matando pelo menos 80 pessoas.
Outras pessoas foram mortas em um suposto ataque suicida no Stade de France e em ataques em bares e restaurantes no centro da capital francesa.
Autoridades francesas informaram que oito dos atiradores morreram. Sete deles seriam homens-bomba.
Pelo menos 200 pessoas ficaram feridas - 80 em estado grave.
Onde aconteceram os ataques?
Ao menos cinco locais foram alvo de ataques em Paris.
Casa de show Bataclan, na boulevard Voltaire, no 11º distrito: atiradores fizeram reféns e abriram fogo contra o público que assistia ao show da banda Eagles of Death Metal. Ao menos 80 pessoas foram mortas.Bar Le Carillon e restaurant Le Petit Cambodge, na rua Alibert, no 10º distrito: frequentadores foram mortos por disparos. Segundo informações não encontradas, há 14 mortos. Bar La Belle Equipe, na rua Charonne, também no 11º distrito: atiradores abriram fogo contra os clientes. Dezenove pessoas foram mortas e há outras 13 feridas em estado crítico.Proximidades do Stade de France, bairro de Saint Dennis, no norte de Paris: um ataque supostamente lançado por um suicida ocorreu próximo ao estádio, onde França e Alemanha disputavam uma partida de futebol. Autoridades confirmaram quatro mortos e mais de 50 feridos.Localidade na rua Beaumarchais: 7 feridos, sendo 3 em estado grave.Quais as medidas emergenciais tomadas após os atentados?
Na principal medida, o governo francês declarou estado nacional de emergência e fechou suas fronteiras.
O controle das fronteiras na zona Schengen – acordo que prevê livre circulação entre os países signatários – pode, em teoria, ser alterado em situações emergenciais.
Moradores e turistas foram orientados a não sair às ruas e mais de 1.500 militares estão sendo espalhados pela cidade.
Um promotor de Paris afirmou que cúmplices dos autores dos ataques ainda podem estar à solta, reporta a agência de notícias France Presse.
O QUE NÃO SE SABE
Quem são os autores do ataque?
Ainda não há detalhes sobre os atiradores e, até a madrugada deste sábado, nenhum grupo havia reivindicado a autoria do ataque.
Autoridades em Paris afirmaram que oito autores do ataque estão mortos:
três homens-bomba se explodiram e um quarto atirador foi morto pela polícia no Bataclanoutro homem-bomba se explodiu próximo à casa de shows, na Boulevard Voltairetrês outros teriam sido mortos do lado de fora do Stade de France e um deles detonou um colete suicidaMas os franceses alertaram para o fato de que seus cúmplices ainda podem estar à solta, segundo a agência de notícias France Presse.
Resposta: Só oração ........não tem o que falar 

Nenhum comentário:

Postar um comentário