PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

segunda-feira, 27 de abril de 2009

HOJE E DOBRADINHA..............

1-Tailândia faz curso para desencorajar monges 'afeminados'
Autoridades religiosas dizem estar respondendo a irritação de clérigos conservadores.
As autoridades religiosas da Tailândia anunciaram a adoção de aulas de boas maneiras para desencorajar o que consideram comportamentos "afeminados" entre monges noviços.
Se tiver sucesso, o novo curso, inicialmente introduzido em um seminário budista no norte do país, será implementado também nas demais escolas e mosteiros tailandeses.
As autoridades religiosas disseram estar respondendo à crescente irritação entre os clérigos tailandeses mais conservadores e parte da população com o comportamento considerado afeminado.
Eles pretendem reduzir ou eliminar a utilização de maquiagem e de túnicas apertadas por monges jovens, além de atitudes gerais que possam sugerir atividade homossexual.
A Tailândia é provavelmente o país da Ásia mais tolerante em relação à homossexualidade, normalmente expressada de forma aberta.
Mas o homossexualismo ainda é considerado incompatível com a condição de sacerdote budista, com suas tradições de celibato e de auto-disciplina.

Resposta: Para que fazer curso , e só dar MULHERES para eles ............... coloca está turma para casar e ter filhos pois senão daqui a pouco não vai ter mais monjes...........Minha frase de efeito MULHER + HOMEM = FILHOS ...ISTO É FAMILIA O RESTO E COISA DO
CAPETAAAAAAAAAA
2- Mulher é presa suspeita de vender a filha por R$ 10 no ES
Uma mulher foi presa neste domingo suspeita de vender a própria filha de 8 meses por R$ 10. A mãe da criança, Ana Lúcia da Silva, 22 anos, foi encaminhada ao Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) de Vila Velha, município da Grande Vitória (ES), e depois levada para o presídio feminino de Tucum. Segundo a polícia, o dinheiro seria usado para a compra de drogas.
Investigadores contaram que a mãe da menina chegou ao DPJ completamente alcoolizada, sob efeito de outras drogas e sem condições de prestar depoimento. Quando pode ser ouvida, a mulher negou o crime.
O bebê passou por exames, foi medicado e levado para o abrigo da cidade. A mulher foi enquadrada por comércio de seres humanos.
A denúncia à polícia foi feita pela mulher que teria comprado a criança. A mulher disse que efetuou o pagamento após perceber que o bebê corria risco de vida. Logo depois da compra ela acionou a Polícia Militar. A mulher afirmou ainda que Ana Lúcia corria pela rua e oferecia a criança.
Após a prisão, a suspeita pediu a filha de volta. "Eu não fiz nada. Isso é uma grande injustiça que estão fazendo comigo", disse.

Resposta: “ A sabedoria não entrará numa alma maligna,nem habitará num homem sujeito ao pecado” E está mulher está com uma alma maligna trocar o seu filho por dez reais ,duas pedras de crak da mais vagabunda ....temos que ter misericórdia de ambas

Nenhum comentário:

Postar um comentário