PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

domingo, 20 de setembro de 2009

50 mil caminham contra intolerância religiosa no RJ



Mais de 50 mil pessoas são esperadas hoje na II CAMINHADA EM DEFESA DA LIBERDADE RELIGIOSA EU TENHO FÉ ! No Rio de Janeiro. O cortejo sai às 10h, do Posto 6, em Copacabana, rumo ao Leme.
Esta é a segunda edição do evento, que tenta alertar para a escalada da intolerância religiosa no Rio de Janeiro. Atualmente, um pastor e um fiel de uma igreja evangélica encontram-se presos por ataques a terreiros de religiões de matriz africana.
Organizada pela CCIR a Caminhada conta com o apoio de diversas entidades e a presença de membros dos mais diferentes credos.
Entre outros, já confirmaram presença Sérgio Niskier, presidente da Federação Israelita do Rio de Janeiro; Athaylon Belo (Frei Tatá), da Pastoral do Negrosato; Abdullahi Sanin Aleiso, líder da Irmandade dos Crioulos Africanos Muçulmanos Malês;
Dos Estados Unidos e especialmente para o evento, vem ao Rio o pastor Jeremiah Wright (aquele que casou Obama e batizou suas filhas). Da Nigéria, vem o Arabá de Ilê Ifé - o mais alto sacerdote da tradição yorubá.
São esperadas delegações estrangeiras, vindas de Nigéria, Angola, Congo, Argentina, Uruguai e Paraguai, além de caravanas originadas de 23 estados do Brasil, o que significa cerca de 150 ônibus vindos de fora do Rio de Janeiro.
A expectativa de público para a Caminhada oscila bastante: os números variam entre 50 e 100 mil participantes. Certo mesmo é que será bem maior do que a primeira, em 2008, cujo público estimado variou entre 10 e 30 mil manifestantes.
A Caminhada conta ainda com a participação dos grupos de música afro Olodum e Ilê Ayiê, que vão de Salvador para o Rio com recursos próprios. Um CD gravado com canções religiosas confirma a diversidade do evento: nele religiosos cantam o hit evangélico “Faz um milagre em mim” traduzido para o yorubá.
Em declaração Neguinho da Beija-Flor - presença confirmadíssima na Caminhada - sintetiza o espírito da manifestação: “Peço a quem puder ir, de qualquer raça ou credo, que vá. Não podemos deixar que o Rio se transforme no Oriente Médio”.


RESPOSTA: O próprio Deus deu o direito de escolha vou só criticar a minha banda tem meia dúzia de ditos pastores, bispos, apóstolos que para acender a sua luz tentam apagar a dos outros, mais vocês podem estar certos de que aqueles que mais combatem as outras religiões e seitas são os mais pecadores e no dia do juízo final o Senhor dirá em alto e bom tom afaste de mim eu não os conheço mais Senhor eu preguei a sua palavra expulsei denomino e fiz curas, mais diz o Senhor na frente das câmeras da televisão e cobrando o que era para ser dado de graça!

Nenhum comentário:

Postar um comentário