PARE DE FUMAR

PARE DE FUMAR

domingo, 2 de agosto de 2015

A Paciência do Povo está Chegando ao seu Limite....

Marido de paciente 'surta' e quebra recepção           e UPA em Ribeirão Preto

Homem disse que se descontrolou após espera de 3 horas por atendimento.
Quadro de cólica menstrual não é considerado prioridade, diz Prefeitura.


Do G1 Ribeirão e Franca
Homem quebrou quatro computadores e impressora da recepção da UPA (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)                        Homem quebrou quatro computadores e impressora da recepção da UPA (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)
Um homem de 40 anos foi detido após quebrar quatro computadores e uma porta da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ribeirão Preto (SP) na tarde deste sábado (1º). Segundo informações da Guarda Civil Municipal (GCM), o suspeito acompanhava a mulher e teria se irritado com a demora no atendimento.
A assessoria da Prefeitura de Ribeirão informou que os pacientes são atendidos de acordo com a gravidade do caso e que a mulher do suspeito apresentava quadro de cólica menstrual, o que não é considerado situação de urgência ou emergência.
Em depoimento à Polícia Civil, o homem disse que a mulher reclamava de dores abdominais e apresentava sangramento. Por isso, o casal decidiu procurar atendimento na UPA, localizada na Avenida Treze de Maio.
O suspeito disse ainda que aguardou cerca de três horas, sem que a mulher fosse atendida. Irritado com a espera, ele confessou ter se "descontrolado" e acabou quebrando computadores, telefones e uma impressora da recepção da Unidade, além de chutar uma das portas da sala de espera.
Após o ato de fúria, o homem foi contido por pessoas que estavam no local e levado pela GCM até a Central de Flagrantes. Após prestar depoimento, ele foi liberado, mas responderá por dano ao patrimônio público.
Porta da sala de espera também foi danificada pelo marido da paciente (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)
Sem informações
Por telefone, a assessoria da Prefeitura informou que, pelo fato de os computadores terem sido quebrados, não pode determinar o horário em que a mulher do suspeito deu entrada na Unidade e nem por quanto tempo aguardou atendimento.
Ainda de acordo com a administração, o trabalho na UPA não foi interrompido. Porém, as fichas dos pacientes passaram a ser realizadas manualmente.
Suspeito disse que mulher esperou 3 horas por atendimento na UPA (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)                       Suspeito disse que mulher esperou 3 horas por atendimento na UPA (Foto: Sérgio Oliveira/EPTV)

RESPOSTA:A Paciência do Povo está Chegando ao seu Limite.... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário